“Carnaval Carioca” de Mario de Andrade, por Maurício Hoelz (CAPES/PPGSA/UFRJ)

“Carnaval em Madureira”, de Tarsila do Amaral (Fonte: imagem retirada da internet)

“Carnaval Carioca” (1923), de Mário de Andrade

O Clã do jabuti, publicado em 1927, reúne poemas escritos por Mário de Andrade entre 1923 e 1926. Nesse livro, o traje de losangos do trovador arlequinal que canta as contradições da modernidade e sua vivência de choque numa jovem metrópole na periferia do capitalismo (sua “Pauliceia desvairada”) seria definitivamente substituído, como assinalou João Luiz Lafetá, pela máscara do poeta aplicado, imbuído da missão “trabalhar a matéria brasileira” e repertoriar a diversidade de matrizes da nossa cultura popular. Desconstruindo a oposição entre a civilização do litoral e a barbárie do sertão, os poemas nele recolhidos incorporariam o folclore e as manifestações da cultura popular à prática erudita literária e à própria forma artística.

Continuar lendo

Anúncios

Homenagem a Ricardo Benzaquen, por Leopoldo Waizbort (USP)

 

* Texto apresentado no 41° Encontro Anual da ANPOCS, realizado entre os dias 23 e 27 de outubro de 2017

Depois do belíssimo texto que José Reginaldo escreveu, ficou muito difícil falar a respeito de Ricardo. Já era difícil, por razões que gostaria de sugerir, e ficou mais ainda, pois Reginaldo encontrou uma tonalidade de discurso que sintetizou de tal modo lembranças e percepções, que embora não diga tudo, diz o que diz de um modo tão feliz, que o que resta torna-se supérfluo ou redundante.

Continuar lendo

Notas sobre Pensamento Social Brasileiro nos currículos: pressupostos, inquietações e questões de uma pesquisa em elaboração, por Simone Meucci (UFPR) e Lucas Carvalho (UFF)


O objetivo da pesquisa promovida pela Biblioteca Virtual de Pensamento Social será realizar um mapeamento do Pensamento Social Brasileiro nos currículos dos cursos de graduação e pós-graduação em Ciências Sociais, Sociologia, Ciência Política e Antropologia no Brasil. Neste post, faremos algumas considerações sobre o material coletado até agora e que foi apresentado no último Seminário da BVPS, realizado nos dias 7 e 8 de novembro de 2017 no IFCS/UFRJ.

Continuar lendo

Caminhão-museu Sentimentos da Terra

Dando continuidade ao nosso post de apresentação ao Projeto República, vamos agora falar um pouco de uma de suas mais inovadoras e bem-sucedidas atividades, o Caminhão-museu Sentimentos da Terra.

Na estrada desde 2013, trata-se de um Museu itinerante, que circula por todo o Brasil sob o formato de um caminhão equipado com tecnologia de ponta. Ao chegar em uma cidade ou vilarejo, o caminhão desdobra-se, durante alguns dias, em um centro de difusão de conhecimento e de lazer. Apresenta, então, a exposição Sentimentos da Terra, que conta a história das lutas de homens e mulheres pela terra e da construção dos direitos do campo no Brasil, ressaltando a importância de seus personagens (muitas vezes esquecidos), legados e valorizando a diversidade das expressões culturais no meio rural.

Continuar lendo

Projeto República: conhecimento e democracia

    O Projeto República é um núcleo de pesquisa, documentação e memória da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) que vem desempenhando um papel extremamente importante nos últimos 15 anos ao conectar de modo inovador questões acadêmicas e divulgação científica ao debate público de temas fundamentais para pensar a República, a democracia e seus impasses no Brasil.

Continuar lendo

LANÇAMENTO “CONFLITOS: FOTOGRAFIA E VIOLÊNCIA POLÍTICA NO BRASIL, 1889-1964”

conflitos

 

Uma mesa redonda marca o lançamento do catálogo da exposição Conflitos: fotografia e violência política no Brasil 1889-1964 nesta quinta-feira (14), às 20h, no auditório do IMS Rio. O evento terá participação de Angela Alonso, Angela de Castro Gomes e Heloisa Starling, consultoras da mostra e autoras de textos do livro, e mediação da curadora Heloísa Espada.
Continuar lendo

NOTA DE SOLIDARIEDADE À UFMG

A Biblioteca Virtual de Pensamento Social (BVPS), os GTs de Pensamento Social no Brasil e de Teoria Política e Pensamento Político Brasileiro da ANPOCS, o GT de Pensamento Social no Brasil da SBS e a AT Pensamento Político Brasileiro da ABCP vêm a público prestar a sua solidariedade à comunidade acadêmica da UFMG e aos seus dirigentes, vítimas, no último dia 06 de dezembro, da ação arbitrária da PF. Nos causa preocupação que uma das mais importantes universidades públicas do Brasil tenha seu espaço violado por uma força que deveria servir como guardiã da integridade dos cidadãos de seu país. Quaisquer investigações que se façam necessárias não justificam a condução coercitiva de professores e funcionários universitários que jamais se recusaram a colaborar com a Justiça e com os órgãos competentes. Mais grave, como expressa a nota da ANPOCS, visa-se o Memorial da Anistia, cujo propósito é contribuir para que brasileiros não se esqueçam dos anos de exceção que marcam a história do país. Nós, pesquisadores de Pensamento Social e Político, áreas que tem tido importante papel na compreensão de como o autoritarismo está entranhado no Brasil, nos sentimos agredidos juntamente com toda a comunidade da UFMG.