Homenagem a Jether Pereira Ramalho (1922-2020)

Jether 1

Publicamos hoje a homenagem da BVPS ao professor Jether Pereira Ramalho, falecido há um mês, no dia 28 de junho, aos 98 anos de idade. Como evidenciam os depoimentos abaixo, que recolhemos de alguns de seus amigos, colegas e alunos, em sua longa vida Jether Ramalho foi múltiplo, mas sempre fiel aos valores da educação, da justiça e da democracia. Foi professor do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ; ator fundamental do movimento ecumênico latino-americano; um dos fundadores do Centro Ecumênico de Documentação e Informação (CEDI) e editor de sua revista, Tempo e Presença. Sempre alerta, foi voz combativa durante a ditadura militar, formou gerações de cientistas sociais e atuou no trabalho de base de comunidades religiosas e movimentos sociais.

Além dos depoimentos, ao final deste post trazemos um texto do próprio Jether Ramalho, “O papel dos ‘malditos da terra’”, publicado originalmente em 1986, mas que se revela extremamente atual.

Continue lendo “Homenagem a Jether Pereira Ramalho (1922-2020)”

Cosmopolitismo plebeu: a sociologia de Florestan Fernandes, por André Botelho e Antonio Brasil Jr.

FF 2

No post de hoje o Blog da BVPS comemora o centenário de Florestan Fernandes, nascido em 22 de julho de 1920. Trazemos abaixo dois textos de André Botelho e Antonio Brasil Jr., professores do Departamento de Sociologia e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ. No primeiro, escrito especialmente para o Blog, fazem um balanço de suas pesquisas sobre Florestan Fernandes. No segundo, oferecem aos leitores uma versão revista de parte do prefácio que escreveram para a nova edição de A Revolução Burguesa no Brasil, focado no aspecto cosmopolita da sociologia de Florestan. Em ambos transparece a urgência e atualidade da obra do homenageado para o tempo presente.

Boa leitura!

 

Continue lendo “Cosmopolitismo plebeu: a sociologia de Florestan Fernandes, por André Botelho e Antonio Brasil Jr.”

Lançamento | Suplemento Pernambuco – Especial Florestan Fernandes

Capa Suplemento FF

O Blog da BVPS convida a todas e todos para a leitura do último número do Suplemento Pernambuco, dedicado à sociologia de Florestan Fernandes, que faria 100 anos em 2020. Os textos de capa são assinados por sociólogos que integram o ciclo de seminários sobre a obra e trajetória de Florestan, organizado pela Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS) e pela Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS): Elide Rugai Bastos, André Botelho e Antonio Brasil Jr. A edição foi pensada para sair em paralelo ao ciclo, que começaria em maio e ocorreria em diversos estados, e que será retomado assim que possível.

Para baixar o número do Suplemento Pernambuco dedicado a Florestan Fernandes, basta clicar aqui.

Prêmio Ezequiel Martínez Estrada (Casa de las Américas) – Silviano Santiago

Silviano_Santiago

O Blog da BVPS inicia o ano parabenizando o escritor e ensaísta Silviano Santiago pelo prêmio Ezequiel Martínez Estrada, do Casa de las Américas 2020, concedido ao livro Uma literatura nos trópicos. O prêmio Ezequiel Martínez Estrada existe desde o ano 2000 e é concedido a ensaios publicados em espanhol, tendo sido esta apenas a segunda vitória de um escritor brasileiro. O prêmio apenas reforça a atualidade e urgência da obra, originalmente lançada há 42 anos e que, no Brasil, conta com uma reedição recente e ampliada pelo selo CEPE e, na Argentina, com a edição Una literatura en los trópicos. Ensayos escogidos, pela editora La Cebra.

Continue lendo “Prêmio Ezequiel Martínez Estrada (Casa de las Américas) – Silviano Santiago”

Resenha de “Enlaces. Estudos de folclore e culturas populares”, por Lucia Lippi Oliveira (CPDOC/FGV)

capa_imagem_jpeg300dpi

Dando continuidade ao post com a entrevista de Maria Laura Cavalcanti (UFRJ) e Joana Corrêa (UFRJ), organizadoras do livro Enlaces, divulgamos hoje resenha inédita da Profa. Lucia Lippi Oliveira (CPDOC/FGV). Além de percorrer diferentes  artigos de Enlaces ligando-os à tradição sociológica brasileira, Lucia Lippi traz as resenhas lançadas à época sobre o livro Projeto e Missão: o movimento folclórico brasileiro 1947-1964 de Luiz Rodolfo Vilhena, trabalho fundamental sobre cultura popular e folclore.  Agrademos à Profa. Lucia Lippi pela contribuição ao Blog da BVPS.

Continue lendo “Resenha de “Enlaces. Estudos de folclore e culturas populares”, por Lucia Lippi Oliveira (CPDOC/FGV)”

“Enlaces” – Entrevista com Maria Laura Cavalcanti (UFRJ) e Joana Corrêa (UFRJ)

capa_imagem_jpeg300dpi.jpg

O Blog da BVPS publica hoje entrevista com Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti (UFRJ) e Joana Corrêa (UFRJ), organizadoras do livro Enlaces: estudos de folclore e culturas populares, lançado em 2018. Enlaces é uma homenagem à obra do antropólogo Luis Rodolfo Vilhena (1963-1997) e celebra também os 60 anos de criação do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular e 50 anos do Museu de Folclore Edison Carneiro. Na entrevista, concedida a Renata de Sá Gonçalves (UFF) e Lucas Carvalho (UFF), as organizadoras abordam alguns dos principais temas que perpassam os diferentes textos e a importância do diálogo criativo de pesquisas históricas e antropológicas contemporâneas com o legado do pensamento social brasileiro dedicado ao folclore e às culturas populares.

Em nosso próximo post publicaremos resenha inédita de Lúcia Lippi Oliveira sobre Enlaces.

Continue lendo ““Enlaces” – Entrevista com Maria Laura Cavalcanti (UFRJ) e Joana Corrêa (UFRJ)”

HOMENAGEM A MARIA ISAURA PEREIRA DE QUEIROZ (1918-2018), POR LUCAS CARVALHO (UFF)

maria isaura
Maria Isaura em 1963, defendendo sua tese de livre-docência em sociologia na Universidade de São Paulo. (Foto: Conteúdo Estadão AE). Foto retirada do site Memorial da Democracia: http://www.memorialdademocracia.com.br/card/interpretes-do-brasil/12

     Uma das mais importantes sociólogas brasileiras, Maria Isaura Pereira de Queiroz faleceu no último 29 de dezembro. Sua contribuição para as ciências sociais, em particular as brasileiras, não se mede somente por sua produção que, como a bibliografia secundária vem destacando, é não só extensa, mas variada e relevante. Maria Isaura foi pioneira em diversos aspectos: cientista social mulher egressa das primeiras turmas da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP (1949); passou como assistente pelas então fechadas e concorridas Cadeiras de Sociologia I e II da mesma instituição; doutorou-se na École Pratique de Hautes Études em 1955, com a tese “La ‘Guerre Sainte’ au Brésil: le mouvement messianique du ‘Contestado’”; tornou-se professora livre-docente (1963) com a premiada tese “O Messianismo no Brasil e no Mundo” e, depois, professora adjunta (1973) da FFCL/USP; criou o Centro de Estudos Rurais e Urbanos (CERU) em 1964, dando vida a diversos projetos de pesquisa seus, de colegas e alunos; além de ter circulado por diversas instituições internacionais, lecionando em universidades da França, Canadá, Senegal, Suíça, Itália e Bélgica.

Continue lendo “HOMENAGEM A MARIA ISAURA PEREIRA DE QUEIROZ (1918-2018), POR LUCAS CARVALHO (UFF)”

“RUPTURA E TRADIÇÃO: UMA LITERATURA NOS TRÓPICOS 40 ANOS. ENTREVISTA COM SILVIANO SANTIAGO”

Foto de Cláudio Nadalin

Ruptura e tradição: Uma literatura nos trópicos 40 anos

Entrevista com Silviano Santiago

Por Andre Bittencourt (COC/Fiocruz) e Maurício Hoelz (UFRJ)

A entrevista inédita com Silviano Santiago que agora apresentamos ao leitor foi realizada por e-mail como parte das comemorações que dão origem ao seminário “Uma literatura nos trópicos 40 anos: dependência cultural e cosmopolitismo do pobre” (UFRJ/UNICAMP/UFMG). Nela, Silviano nos oferece um rico relato das circunstâncias de publicação e recepção da obra, e também de suas interlocuções, tanto nos meios intelectuais quanto artísticos. Podemos lê-la, assim, como uma espécie de behind the scenes do livro. Nesse sentido, acompanham a entrevista dois raros ensaios que constariam em uma primeira versão do livro (que se chamaria originalmente Ruptura e tradição): A Palavra de Deus, publicado na revista Barroco em 1971, e Iracema: Alegoria e palavra, originalmente publicado na Luso-Brazilian Review em 1965. Completa o material o contrato assinado da obra que nunca chegou a existir. Todos esses documentos foram gentilmente cedidos pelo próprio Silviano Santiago, a quem reiteramos nossos agradecimentos aqui.

Continue lendo ““RUPTURA E TRADIÇÃO: UMA LITERATURA NOS TRÓPICOS 40 ANOS. ENTREVISTA COM SILVIANO SANTIAGO””

“100 ANOS DE ANTONIO CANDIDO”, NÚMERO ESPECIAL DA REVISTA USP

Hoje, dia 24 de julho de 2018, comemoramos os 100 anos de nascimento de Antonio Candido. Como forma de homenageá-lo, a BVPS divulga o número especial da Revista USP “100 anos de Antonio Candido: da música à teoria literária e à sociologia: as várias faces do mestre contadas por seus alunos” organizado por Antônio Dimas (USP). Para além da crítica literária, a obra do autor continua decisiva na modulação de alguns dos principais debates teórico-metodológicos da área de Pensamento Social, contribuindo para o adensamento de investigações das mediações entre produção das ideias e processo social e informando um conjunto variado de pesquisas, num indício da atualidade de sua perspectiva crítica. Por essas profícuas qualidades, sua obra integra o seleto rol de interpretações do Brasil conforme destaca a bionote do crítico de autoria de Alexandre Paixão (UNICAMP) e Mariana Chaguri (UNICAMP), disponível em nosso portal.

Uma boa leitura a todos (as)!

Equipe BVPS