Henriqueta Lisboa, artesã da palavra, por Elide Rugai Bastos

Na atualização de hoje, o Blog da BVPS publica uma resenha da recém-lançada obra completa de Henriqueta Lisboa, que saiu pela editora Peirópolis com organização de Reinaldo Marques e Wander Melo Miranda.

Na resenha, Elide Rugai Bastos, pesquisadora do MinasMundo e professora da Unicamp, passa pelos três volumes da publicação comentando aspectos formais da poesia, escolhas tradutórias e relações teórico-intelectuais dos textos em verso e prosa que os compõem. Além disso, trava diálogo crítico com os prefácios dos organizadores, que integram os livros, sobre os mesmos temas.

Este post é uma publicação da coluna minas mundo, um espaço dedicado à colaboração desse projeto com a BVPS. Para ler o primeiro texto da coluna basta clicar aqui. Para saber mais sobre a iniciativa, visite o site do projeto e leia o post de apresentação da parceria no blog.

Boa leitura!

Continue lendo “Henriqueta Lisboa, artesã da palavra, por Elide Rugai Bastos”

MinasMundo entrevista Heloisa Starling: Tiradentes e o republicanismo

No post de hoje, o Blog da BVPS abre os trabalhos da coluna minas mundo, um espaço dedicado à colaboração desse projeto com a Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS). “Minas mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira” é uma rede de cooperação em expansão de cerca de cinquenta pesquisadoras e pesquisadores de diferentes instituições, áreas de formação e atuação acadêmica nucleada em cinco universidades: a UFRJ, a UFMG, a Universidade Princeton, a Unicamp e a UFRRJ. Para ler mais sobre a iniciativa, visite o site ou leia o post de apresentação da parceria no blog.

Para o pontapé inicial, a primeira convidada da coluna é a historiadora Heloisa Starling, pesquisadora do minas mundo e professora da UFMG.

Nessa entrevista, ela situa o movimento da conjuração (ou inconfidência) mineira em seus contextos históricos e intelectuais locais e internacionais; reflete sobre a importância contemporânea da figura de Tiradentes tendo como referência suas muitas emergências, não só na política, mas principalmente na cultura e nas artes; resgata o elemento esquecido da tradição republicana brasileira, apropriada em sentidos muito distintos a depender dos seus atores e momentos históricos; e termina com indicações de leitura para uma melhor compreensão e conversa sobre esses temas.

Boa leitura!

Continue lendo “MinasMundo entrevista Heloisa Starling: Tiradentes e o republicanismo”

POR ESSE DESEJO DE EDIFICAR LINGUAGENS, por Natasha Félix

No post de hoje, a coluna Interpretações do Brasil e poéticas publica um texto de Natasha Félix em que se cruzam observações sobre uma cena da poesia contemporânea e reflexões estéticas e culturais em torno da produção de imagens, políticas e poéticas da escrita, do corpo e da performance. Numa pequena nota crítica que antecede o texto, o editor da coluna Lucas van Hombeeck traça relações entre a contribuição de Natasha e outras publicações do blog, deixando ao fim uma pergunta acerca da forma pela qual o texto da artista interpela o problema dos requisitos culturais que habilitam o/a jovem a se apresentar como escritor/a, num processo histórico que vai do início do século XX até hoje.

Assine o blog para receber as atualizações, curta nossa página no Facebook e siga o nosso novo perfil no Instagram.

Boa leitura!

Continue lendo “POR ESSE DESEJO DE EDIFICAR LINGUAGENS, por Natasha Félix”

Algumas considerações sobre a categoria de formação, por Rafael Marino

Na atualização de hoje da coluna Interpretações do Brasil e política publicamos artigo do cientista político Rafael Marino sobre a categoria “formação”, que marca parte do imaginário das interpretações do Brasil clássicas e contemporâneas. No texto, o autor apresenta o problema assim como algumas perspectivas críticas ao uso da categoria, para finalmente discutir sua atualidade.

Interpretações do Brasil e política é uma das colunas do Blog da BVPS e tem curadoria de Leonardo Belinelli (USP). Para ler mais textos da coluna, basta clicar aqui. Não deixe de nos seguir no Instagram e no Facebook

Boa leitura!

Continue lendo “Algumas considerações sobre a categoria de formação, por Rafael Marino”

Minas mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira

No post de hoje, o blog da BVPS inaugura a coluna minas mundo. A nova seção leva o mesmo nome do projeto que o post apresenta e é fruto da parceria entre essa rede de pesquisadores e a Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS).

“Minas mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira” é uma rede de cooperação em expansão de cerca de cinquenta pesquisadoras e pesquisadores de diferentes instituições, áreas de formação e atuação acadêmica nucleada em cinco universidades: a UFRJ, a UFMG, a Universidade Princeton, a Unicamp e a UFRRJ. Seu lançamento, com diversas atividades e publicações online, acontece no próximo sábado, dia 31 de outubro.

Continue lendo “Minas mundo: o cosmopolitismo na cultura brasileira”

Rodas Culturais: democracias anônimas? por Priscila Telles e Claudio Medeiros

No post de hoje, a coluna Interpretações do Brasil e poéticas publica um texto de Priscila Telles e Claudio Medeiros sobre as rodas culturais e as faíscas de democracia que elas permitem. Numa espécie de antropologia política desses acontecimentos e dos imaginários que eles instauram e reproduzem, os autores refletem sobre as formas sociais de uma política de mundos esporádicos, democracias contingentes, MCs, rinhas e rimas.

Assine o blog para receber as atualizações, curta nossa página no Facebook e siga o nosso novo perfil no Instagram.

Boa leitura!

Continue lendo “Rodas Culturais: democracias anônimas? por Priscila Telles e Claudio Medeiros”

Modernismo, engajamento e poesia social, por Rodrigo Jorge Ribeiro Neves

No post de hoje, a coluna Interpretações do Brasil e poéticas publica um texto de Rodrigo Jorge Ribeiro Neves sobre poesia social e engajamento no modernismo, em seus projetos estético e ideológico. Qual foi, no passado, o papel da poesia diante da expansão das atividades da Ação Integralista Brasileira de Plínio Salgado e do recrudescimento da repressão do Governo Vargas no Estado Novo? Afinal, o que torna a arte engajada socialmente?

Assine o blog para receber as atualizações, curta nossa página no Facebook e siga o nosso novo perfil no Instagram.

Boa leitura!

Continue lendo “Modernismo, engajamento e poesia social, por Rodrigo Jorge Ribeiro Neves”

“Desbravar o mundo dentro do Brasil”, uma entrevista com Ilessi

Na atualização de hoje da coluna Interpretações do Brasil e musicalidades, trazemos uma entrevista com a cantora e compositora carioca Ilessi e uma resenha do seu último disco, lançado no início de 2020, e dedicado à obra do compositor brasileiro Manduka. O texto e a entrevista abordam a trajetória da cantora, seus projetos e escolhas estéticas e a atualidade da obra de Manduka. Discutimos sua visão ao mesmo tempo cosmopolita e enraizada no Brasil “profundo”, sua crítica às visões sobre o “progresso” do país e sua defesa incondicional da liberdade do artista popular.

Ilessi é carioca da Zona Oeste e já lançou três discos: Brigador – Ilessi canta Pedro Amorim e Paulo César Pinheiro (2009), Mundo Afora: Meada (2018) e Com os pés no futuro – Ilessi e Diogo Sili interpretam Manduka (2020). Está prestes a lançar seu primeiro disco de canções autorais, intitulado Dama de Espadas. Em 2019 venceu na categoria “Melhor Intérprete” a Mostra Competitiva Novos Talentos da Música, realizada pela FIRJAN, com a canção “Ladra do lugar de fala” (Thiago Amud). Ilessi é formada em Licenciatura em Música (2018) pela UNIRIO, com estágio na Universidade de Örebro (Suécia), e em Serviço Social (2004) pela UFRJ. Vem sendo apontada pela crítica musical como uma das vozes mais potentes e marcantes da cena contemporânea da MPB.

Interpretações do Brasil e musicalidades é uma das colunas do Blog da BVPS e tem curadoria de Pedro Cazes (Colégio Pedro II), que escreveu a resenha que segue e conduziu a entrevista com Ilessi. Para ler mais textos da coluna, basta clicar aqui. Não deixe de nos seguir no Instagram e no Facebook!

Boa leitura!

Continue lendo ““Desbravar o mundo dentro do Brasil”, uma entrevista com Ilessi”

Esboço de paralelismos: pensamento e ação em Celso Furtado e Florestan Fernandes, por Leonardo Belinelli

O Blog da BVPS publica hoje texto do cientista político Leonardo Belinelli, organizador da nossa coluna Interpretações do Brasil e política. Nele, o autor propõe uma leitura comparada da trajetória e da obra de dois dos mais importantes intelectuais brasileiros do século XX e que fariam 100 anos no mês passado: Florestan Fernandes e Celso Furtado. Acompanhar suas ideias é também perceber as tensões e impasses dos dilemas que marcam a sociedade brasileira.

Aproveitamos para convidar todas e todos a relerem o texto “Cosmopolitismo plebeu: a sociologia de Florestan Fernandes”, de André Botelho e Antonio Brasil Jr., que publicamos no dia do centenário de Florestan, clicando aqui. E ao longo dos próximos meses teremos novidades, com mais publicações sobre os centenários de 2020! Para atualizações, curtam o blog no Facebook e nos adicionem no Instagram.


Boa leitura!

Continue lendo “Esboço de paralelismos: pensamento e ação em Celso Furtado e Florestan Fernandes, por Leonardo Belinelli”