Lançamento e live | “A diferença sexual em mutação”, de Mariana Pombo

A BVPS recomenda o livro A diferença sexual em mutação: subversões queer e psicanalíticas, de Mariana Pompo, lançado em 2021 pela Calligraphie Editora. O livro traz uma cartografia de discursos contemporâneos sobre a diferença sexual, buscando colocar em diálogo autores da psicanálise e da teoria 𝘲𝘶𝘦𝘦𝘳.

Aproveitamos para convidar nossos leitores e leitoras para uma conversa com a autora que ocorrerá hoje (13/09), às 20h30min, no canal @dialogosdolacaneando (Instagram).

Veja abaixo o texto da orelha do livro escrito por Jô Gondar (UNIRIO)


“No final de 2019, Paul Preciado fez uma intervenção numa jornada de psicanálise, em Paris. Provocou os analistas ao dizer que eles só poderão manter o seu lugar se forem capazes de entrar em diálogo e em relação com o presente. Para isso, precisam admitir que a epistemologia que orientou boa parte da construção teórica de Freud e Lacan – a epistemologia da diferença sexual – está em crise.
O livro de Mariana Pombo leva a sério essa convocação. Faz uma cartografia dos discursos contemporâneos sobre a diferença sexual, criando uma interlocução entre a psicanálise e os estudos queer. Mostra que a diferença sexual não é uma evidência, mas uma maneira, entre outras possíveis, de interpretar aquilo que percebemos no mundo. Desnaturaliza o regime da diferença sexual e aponta o caráter histórico e contingente de uma epistemologia que sustenta a centralidade do falo, do Édipo e da heterossexualidade, bem como a proeminência da figura paterna nos processos de subjetivação. Coloca em diálogo os autores mais atuais que tratam dessa temática. Aposta numa psicanálise potente, renovada, hibridizada com outras teorias e disposta a levar em conta os jogos de poder que a atravessam. Convoca os analistas a pensar naquilo que não pensaram ainda.
Romper com o paradigma da diferença sexual, como esse livro propõe, não é recusar as diferenças. É abrir-se para uma multiplicidade delas, para um formigar de diferenças, com muito mais tons e microtons do que a “bússola dos sexos” que até então tem nos guiado.”

(Texto da orelha do livro escrito por Jô Gondar, Psicanalista, membro efetivo do CPRJ, professora titular do Programa de Pós-Graduação em Memória Social da UNIRIO).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s